Início >> Agregador de feeds >> Fontes >> Blog do Jaime

Blog do Jaime

Subscrever feed Blog do Jaime
Atualizado: 1 hora 10 minutos atrás

Uniformes devem ser grauitos

seg, 19/11/2018 - 07:00

Fonte: Conselho Superior da Justiça do TrabalhoA empresa que exige o uso do uniforme deve fornecê-lo e não pode fazer qualquer desconto no salário do trabalhador referente à vestimenta. Confira o caso de uma vendedora que era obrigada a comprar as roupas da loja para usar como uniforme → https://www.youtube.com/watch?v=GCUEL_de5kU

Exploração do trabalhador

sex, 16/11/2018 - 07:00

Fonte: Conselho Superior da Justiça do TrabalhoA escravidão contemporânea não é caracterizada somente quando há restrição à liberdade do trabalhador. Jornada exaustiva e trabalho em condições degradantes que desrespeitam as normas de higiene, saúde, segurança também é trabalho escravo. O trabalho em condição análoga à de escravo viola a dignidade do trabalhador.

INSS pode perder 20% dos peritos em 2019

qua, 14/11/2018 - 07:00
Fonte: Diário do Litoralfoto: Ag BrAgendar uma perícia no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pode ficar ainda mais difícil no ano que vem. O exame médico, que é necessário na concessão de benefícios como o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez, poderá ficar comprometido com a possibilidade de que 20% dos peritos do órgão se aposentem. 
Hoje, dos cerca de 3.800 médicos, 760 devem atingir as condições de se aposentar a partir de janeiro de 2019. 
Os peritos são os principais responsáveis pelo pente-fino que o INSS está passando nos benefícios por incapacidade. Desde que começou, em agosto de 2016, os exames em benefícios que não passam por perícia há mais de dois anos cortaram 359.553 auxílios-doença e 192.571 aposentadorias por invalidez. 
Ao todo, foram realizadas 1.124.789 perícias no período. Em média, oito a cada dez auxílios são cortados. No caso das aposentadorias, de cada dez, três deixam de ser pagas. 
O quadro de falta de profissionais foi confirmado por fontes ligadas aos peritos e aos servidores administrativos do INSS, mas nenhum órgão quis comentar o assunto. 
A ANMP (Associação Nacional dos Médicos Peritos) não atendeu. O MDS (Ministério do Desenvolvimento Social), responsável pelos benefícios assistenciais e pelo pente-fino, não se posicionou até a tarde desta sexta, assim como o INSS. 
No caso do instituto, a partir de janeiro, cerca de 14 mil dos 32 mil servidores terão condições de se aposentar, o que dá 43,7% do quadro.

Novembro Azul convoca homens a cuidar melhor da Saúde!

ter, 13/11/2018 - 15:45
ENTRE NÓS
Jaime Porto
Presidente Sinprafarmas

O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. O mês foi escolhido pois o dia 17 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.
Por isso, sempre é bom lembrar que o câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos.
Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos. Quando diagnosticado e tratado no início, tem os riscos de mortalidade reduzidos. No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.
Infelizmente, a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que mais afetam os homens no Brasil ainda esbarram no preconceito masculino que impede que eles procurem um médico com regularidade, como costumam fazer as mulheres, além de não administrar adequadamente seu corpo.
Cuidar do estilo de vida é fator fundamental na prevenção do câncer de próstata. A recomendação dos especialistas é evitar alimentos ricos em gordura animal, optando por refeições saudáveis, ricas em frutas, legumes e verduras; evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo, além de combater a obesidade – fatores de risco relacionados aos principais tipos de tumores que afetam os brasileiros. A prática regular de atividade física é outra aliada na prevenção desse tipo de câncer.
Respeite seu corpo, cuide de você!

Receita de medicamentos controlados ganha nova lei

ter, 13/11/2018 - 15:37


Fonte: Guia da FarmáciaAs receitas de medicamentos de controlados e manipulados passarão a ter validade em todo o território nacional, independentemente da unidade federada em que tenha sido emitida. O Diário Oficial da União trouxe publicada na edição desta sexta-feira (9) a Lei nº 13.732/2018, que define validade nacional às receitas médicas, inclusive de medicamentos sujeitos ao controle sanitário especial. A norma entrará em vigor dentro de 90 dias. 
O diretor de Comunicação do Conselho Federal de Medicina (CFM), Hermann von Tiesenhausen, afirma que a medida sobre medicamentos controlados beneficiará médicos e pacientes, com a possibilidade de manutenção do tratamento. “Essa abertura trará facilidade ao paciente para comprar os medicamentos receitados no estado em que ele se consultou e em um segundo momento, no seu estado de origem”, explica o conselheiro.

Pague Menos registra alta de vendas de 7,4%

ter, 13/11/2018 - 15:35

Fonte Guia da Farmácia / Foto: divulgação Pague Menos
A rede de farmácias Pague Menos concluiu o terceiro trimestre do ano com receita bruta de R$ 1,7 bilhão, o que representa um aumento de 7,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, e crescimento de 9,7% na margem bruta. O resultado se deve à melhoria na gestão de preços e categorias, além da redução no índice de perdas com estoques.
Seguindo a tendência de crescimento, a rede de farmácias Pague Menos atingiu um lucro líquido de R$ 25,1 milhões, que se comparado ao segundo trimestre desse ano, teve um salto de 525%.
A base de clientes atendidos cresceu 6,4% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. “Continuamos enfrentando um cenário economicamente desafiador com crescimento, reflexo dos investimentos em tecnologia, expansão, treinamento e atenção farmacêutica para assegurar uma melhor experiência de compra ao cliente”, destaca o diretor presidente das Farmácias Pague Menos, Mário Queirós. A Pague Menos também apresentou crescimento de 3,7% na base de funcionários, na comparação anual, com aumento do nível de produtividade em lojas, ou seja, mais clientes atendidos por colaboradores.
No trimestre a rede abriu 34 novas lojas, totalizando 1.150 unidades em operação e outras 62 unidades em construção em todo País. O número representa alta de 12,4%, se comparado com o mesmo período do ano passado. Fonte: Guia da Farmácia

Senha do Meu INSS pode ser obtida no Banco do Brasil

ter, 13/11/2018 - 07:00
Imagem: Rodrigo Montaldi - Arq.DLConseguir a senha para acesso a mais de 20 serviços do governo federal sem sair de casa ficou ainda mais fácil. Isso foi possível com a parceria firmada entre INSS, Dataprev e instituições bancárias para oferecerem a obtenção da senha de acesso para serviços como Meu INSS, Carteira de Trabalho e Previdência Social Digital e Sine Fácil diretamente pelo internet banking dos bancos.
O “Núcleo de Autenticação Interbancária (NAI)”, que possibilita a geração de senha também pelos bancos, já está em funcionamento no Banco do Brasil, Itaú, Santander, Bradesco, Mercantil, Sicredi e Banrisul.
A senha gerada nos bancos amplia e facilita as formas de acesso aos serviços do INSS e do Ministério do Trabalho por meio da plataforma de autenticação eletrônica chamada Cidadão.Br. Além disso, evita que o usuário tenha de se ir até a uma agência do INSS.
Como obter a senha?Ao acessar o internet banking do seu banco, no menu de serviços, o interessado deve procurar a opção para criação do código inicial, de sete números. Depois, é só acessar o cidadao.dataprev.gov.br ou meu.inss.gov.br e informar o CPF e o código inicial gerado pelo banco. Será gerada então a senha definitiva, que permitirá acesso aos serviços.
Vale lembrar que a senha para acesso pode ser obtida diretamente pelo Meu INSS (site e aplicativo para celulares). Basta responder um questionário eletrônico sobre dados pessoais, trabalhistas e previdenciários.

Violência doméstica e familiar: a destruição é real

seg, 12/11/2018 - 07:00
Conselho Nacional de Justiça - CNJA Pesquisa de Condições Socioeconômicas e Violência Doméstica e Familiar, realizada pela Universidade Federal do Ceará - UFC, acompanhou a vida de 10 mil mulheres nas noves capitais nordestinas entre 2016 e 2017 e diagnosticou que a violência doméstica e familiar também gera impacto na economia brasileira. As agressões verbais, físicas, psicológicas e outras violências sofridas por milhares de mulheres no Brasil dificultam a tomada de decisões, atingem a concentração e acabam culminando em faltas ao trabalho, erros e acidentes. 
Clique e saiba mais

Sindicatos criticam fim do Ministério do Trabalho: atentado aos direitos da classe trabalhadora

sex, 09/11/2018 - 07:00
Fonte: UOLAs principais centrais sindicais do país repudiaram a intenção do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), de fundir o Ministério do Trabalho a outra pasta em seu governo. A notícia, antecipada pela “Folha”, foi confirmada por Bolsonaro na tarde desta quarta-feira (7). Ele, no entanto, não informou a qual pasta o Ministério do Trabalho deve ser incorporado.
Em nota publicada em seu site, a UGT (União Geral dos Trabalhadores) disse que o fim do Ministério do Trabalho é um “atentado aos direitos da classe trabalhadora brasileira”. Segundo a entidade, Bolsonaro “deveria buscar o diálogo com as entidades de defesa dos trabalhadores, antes de anunciar que irá extinguir de vez um órgão tão importante para a geração de emprego e renda para a população”.
A UGT também criticou o viés “empresarial” que o novo ministério terá, e afirmou que “mexer em uma pasta tão específica como essa é uma forma de ignorar tudo o que, ao longo de décadas, foi feito em prol de uma sociedade mais justa, igualitária, com trabalho decente e melhor distribuição de renda”.

Para a CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), a medida em estudo pelopróximo governo faz parte do pacote de retrocesso imposto nos direitos dos trabalhadores que teve início com a reforma trabalhista. A entidade lembrou outras medidas consideradas negativas, como fim da classificação do trabalho análogo à escravidão e a desobrigação do imposto sindical. “Fechar o Ministério do Trabalho é a cereja do bolo da reforma trabalhista”, disse em nota.

A Força Sindical afirmou que o Ministério do Trabalho é importante para fiscalizar e equilibrar as relações entre patrão e empregado. “Queremos o Ministério do Trabalho e Emprego forte, parceiro e protagonista na luta contra a recessão e pela retomada do crescimento econômico do país, com respeito aos direitos sociais, previdenciários e trabalhistas da classe trabalhadora, geração de empregos, distribuição de renda e inclusão social”, disse a entidade em nota.
A CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil) afirmou que a medida “amplia enormemente a precarização do trabalho no país”. “Se com o ministério a luta já é grande contra as arbitrariedades no mundo do trabalho, sem a instituição perde-se, lamentavelmente, o espaço de diálogo social e de criação de políticas públicas de emprego e de suporte ao trabalhador e trabalhadora brasileiros”, disse o presidente da entidade, Adilson Araújo.

Novembro Azul, mês da campanha de prevenção do câncer de próstata

qui, 08/11/2018 - 07:00
Fonte: CNTCO Novembro Azul é um Movimento de conscientização sobre a importância de detectar o câncer de próstata precocemente, aumentando as chances de cura. A campanha criada em 2003, mas que chegou ao Brasil em 2008, tem a mesma relevância do Outubro Rosa (sobre prevenção do câncer de mama), apesar de ainda ter programação mais restrita. Conforme dados do Inca ( Instituto Nacional de câncer), mais de 68 mil novos casos da doença e cerca de 13 mil mortes devem ocorrer ainda este ano em decorrência do câncer de próstata.
A campanha faz um alerta aos homens para a necessidade de fazer os exames de PSA( Antígeno Prostático Específico) e o toque para diagnosticar a doença o mais cedo possível. Isso porque, de modo geral, o tumor é de crescimento lento e tem cerca de 90% de chance de cura quando diagnosticado precocemente. Os exames devem ser solicitados por um médico e na eventualidade de um diagnóstico positivo, é recomendável procurar um oncologista, que poderá indicar o melhor tratamento.
De acordo com o urologista Geraldo Faria, Coordenador da Campanha Novembro Azul da SBU ( Sociedade Brasileira de Urologia), o câncer de próstata é o tipo de tumor maligno que mais atinge a população masculina e só tem cura quando diagnosticado precocemente. “As mulheres também devem incentivar os homens de sua família, com mais de 50 anos, para que realizem os exames preventivos de próstata”, diz. O Médico lembra que quando o diagnóstico é feito tardiamente, quase sempre há pouco a fazer e o resultado acaba sendo a morte do paciente. Conheça a doença
O câncer de próstata é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece, mas no começo não há sintomas. Eles só costumam aparecer no estágio avançado, por isso é fundamental que se faça os exames preventivos anualmente a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família).
Caso a alteração seja detectada, o médico pode solicitar outros exames além do PSA, como ultrassom transretal e biópsia da glândula, que consiste na retirada de fragmentos da próstata para análise. Só então é feito o diagnóstico.
A evolução da doença é silenciosa e os sintomas são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata, chamado de HPB. Quando alguns sinais começam a aparecer, 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura.

Chuvas de Verão!

ter, 06/11/2018 - 11:31

Entre NósJaime PortoPresidente Sinprafarmas
Entre os meses de novembro e fevereiro ocorrem chuvas que são normalmente acompanhadas de temporais, com descargas elétricas ou ventos fortes, não raro sendo observados os tornados ou as micro-explosões que causam fortes devastações quando incidentes nas áreas urbanizadas.
Durante esse período, o Centro de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil Estadual, disponibiliza 24h por dia, informações meteorológicas com dados sobre os índices pluviométricos e a previsão de chuvas, mantendo informadas as defesas civis dos municípios sobre as condições climáticas, para prevenir tragédias. A cada ano os municípios, por sua vez, tentam identificar seus pontos vulneráveis e estabelecer parâmetros de ações para o período das chuvas
Entretanto, apesar dos esforços, a cada ano as tragédias continuam acontecendo. Atingem o meio-ambiente e a comunidade, deixando centenas de famílias desabrigadas, que perdem os poucos bens materiais que possuem, quando não perdem a vida de um filho ou um parente. Fica evidente que algo ainda está faltando para que este quadro possa ser revertido.
Assim sendo não adianta ficar culpando o tempo instável pelas enchentes e mortes que ocasiona. É preciso que o poder público tome, de fato, as medidas necessárias para corrigir as causas dessa “epidemia” de verão, identificando os gargalos, evitando a ocupação desordenada e estudando a fundo o clima e as alterações climáticas que vêm ocorrendo ao longo dos anos. Só com trabalho persistente e ininterrupto este quadro será revertido.
Cabe a sociedade mobilizar-se, empurrando o poder público para o cumprimento de suas obrigações, principalmente em ano de eleições, quando obras são inauguradas melhor estilo eleitoreiro, com direito a fogos de artifício, escola de samba, palanque lotado de correligionários e bravatas contra adversários políticos enquanto a chuva mergulha no caos nossa região!

Comércio amplia previsão de vagas temporárias

ter, 06/11/2018 - 11:17

Fonte: Fecomerciários c/info NVH, SPC e CNDL, AgoraMesmo com incertezas, muitos setores se preparam para um fim de ano um pouco melhor e prometem mais contratações para vagas temporárias do que em 2017.
A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) revisou para cima a projeção de vendas para o Natal e ampliou a possibilidade de contratações na área, de 72,7 mil para 76,5 mil vagas.
“Além da menor pressão sobre a inflação em agosto e setembro, o mercado de trabalho registrou os maiores saldos positivos de vagas formais em cinco anos. Naturalmente, com a melhora nas expectativas de vendas, a demanda por trabalhadores temporários no varejo deverá crescer”, diz Fabio Bentes, chefe da divisão econômica da CNC.
A Assertem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário) prevê a abertura de 434.429 postos temporários em todo o país, 10% a mais do que em 2017, especialmente nos segmentos farmacêutico, alimentício, químico e agroindustrial.
Há previsões mais otimistas, como as da Luandre, consultoria que atende 200 das 500 maiores companhias do Brasil. A empresa estima em 30% a alta na na oferta de vagas temporárias, sendo parte na indústria, onde as contratações ocorrem entre agosto e outubro, e no comércio, de outubro para a frente.
“Outubro e dezembro são os meses em que o varejo mais contrata, seja para vendas diretas ou para a área de logística”, afirma Camilla Ortega, especialista em RH da Luandre.

Pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) com 1.168 empresários de comércio e serviços nas 27 capitais do país mostra que as duas áreas devem oferecer 59,2 mil vagas temporárias, acima das 51 mil do ano passado. br /> Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os dados sinalizam uma recuperação gradual da economia e injetam algum otimismo. “Para um país que há pouco tempo fechava postos de trabalho, esse número serve de alento e de oportunidade para muitas pessoas”, diz ela. Para quem pretende disputar uma das vagas, Marcia Avelar, diretora da NVH Talentos Humanos, afirma que o trabalhador deve ficar atento ao seguinte roteiro: conferir o calendário de contratações, ter um bom currículo, ficar de olho nas redes sociais e bater perna.
Para ela, as redes sociais têm sido o foco dos RHs não só para contratações em postos efetivos, mas também nos temporários. Por isso, diz, é preciso prestar muito atenção ao que se publica na internet.
“Uma loja não vai contratar quem acabou de difamá-la na internet ou mesmo fez um comentário preconceituoso ou de ódio”, afirma.
Thiago Berka, economista da Apas (Associação Paulista de Supermercados), afirma que há setores mais tradicionais, como o de mercados, que não são tão focados nas redes sociais. Nesse caso, o desempenho olho no olho, na entrevista, conta muito.
Um diferencial para ser chamado é demonstrar vontade de saber lidar com todo tipo de pessoa, porque por um supermercado passam milhares de clientes diferentes por dia.”
Confira dicas para conseguir uma vaga 
Fique ligado nas datas - Lojas, supermercados e o setor de serviços começam a contratar neste mês. Comércios menores abrem vagas em dezembro
Prepare um bom currículo - Seja curto, objetivo e direto. Cite as três experiências mais recentes e destaque os cursos que tenham a ver com a vaga
Busque agências - Agências de emprego geralmente concentram as vagas temporárias. As agências públicas têm cadastro gratuito e auxiliam na elaboração do currículo
Gaste sola de sapato - Andar nas ruas ajuda a encontrar cartazes de vagas. Mantenha a boa aparência e tenha sempre um currículo à mão Cuide de suas redes sociais - Departamentos de RH checam nas redes sociais se o candidato é agressivo ou se difamou a loja na internet
Fique de olho no contrato - Temporário tem direitos como carteira assinada e férias e 13º proporcionais. Se informe sobre hora extra, almoço e se deve trabalhar em feriados e fins de semana
33% dos empresários que irão contratar no fim do ano abrirão vagas formais
26% das empresas que abrirão novos postos terão vagas intermitentes por dia ou hora

Ruptura de estoque afasta clientes

ter, 06/11/2018 - 10:56

Fonte: Guia da Farmacia c/info Revista Essencial – edição 62
A ruptura constitui, hoje, o principal fator que faz com que o varejo perca clientes. Segundo a farmacêutica especializada em marketing de varejo, Tatiana Ferrara Barros, pode ser que na primeira vez ele não desista do estabelecimento, mas em casos subsequentes, é provável que não perca mais tempo indo a um local onde nunca tem nada do que ele busca.
Para minimizar o problema da ruptura, o varejista pode criar uma estratégia para que o cliente volte ao estabelecimento. Pode-se, por exemplo, entrar em contato com alguns clientes “perdidos” e informar que o produto buscado já está disponível e dar algum incentivo, como um cupom de desconto, um brinde, entre outros.
Quando casos de ruptura acontecem, sem que o varejista se empenhe em resolver ou dê alguma satisfação ao cliente, a perda da venda se torna ínfima, segundo a consultora. A recuperação do cliente custa mais caro e oferece mais desvantagem do que chamar a atenção de um novo cliente. 

Salário-família: Documentação deve ser apresentada este mês

ter, 06/11/2018 - 07:00

Fonte: Diário do LitoralQuem recebe o salário-família tem até o fim de novembro para apresentar o comprovante de frequência escolar de seus filhos entre 7 e 14 anos de idade ou o atestado de vacinação obrigatória, quando o dependente for menor de 7 anos. O trabalhador deve apresentar o documento na própria empresa em que trabalha para garantir a ­continuidade do pagamento do benefício.
Caso a frequência escolar ou o atestado de vacinação não sejam apresentados, o salário-família pode ser suspenso. Mas, se o trabalhador provar, mesmo depois do prazo, que a criança estava estudando ou que havia recebido as vacinas necessárias, terá direito de receber os atrasados. Os pais aposentados com mais de 65 anos, os aposentados por invalidez e os beneficiários de auxílio-doença que recebem o salário-família devem levar a documentação à agência da Previdência Social responsável pelo controle de seu benefício.
O salário-família é pago ao trabalhador com carteira assinada que receba salário de até R$ 1.319,18 por mês e tenha filhos de até 14 anos de idade ou inválidos. O valor do salário-família é de R$ 45,00 por filho, para os trabalhadores que ganham até R$ 877,67 por mês, e de R$ 31,71 para as pessoas que recebem mensalmente entre R$ 877,67 e R$ 1.319,18.
Em maio de 2019, o comprovante de frequência deverá ser apresentado novamente. A exigência está na Lei nº 9.876, em vigor desde novembro de 1999. O objetivo é estimular a matrícula de crianças no ensino ­fundamental.

Mulheres negras estão 50% mais vulneráveis ao desemprego

seg, 05/11/2018 - 11:25
Foto:Juliano GomesFonte/ReutersMulheres negras estão 50% mais suscetíveis ao desemprego do que outros grupos, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgada nesta quarta-feira (31).
O estudo, que utiliza como base dados da Pnad Contínua, mostra que, a cada 1 ponto percentual a mais na taxa de desemprego de uma unidade federativa, a desocupação de mulheres negras daquela mesma unidade sofre, em média, um aumento de 1,5 ponto percentual.
Além disso, entre o segundo trimestre de 2014 e o primeiro trimestre de 2017, mulheres negras representaram a fatia com maior aumento absoluto na taxa de desemprego, uma variação de 8,8 pontos percentuais. O instituto distingue os dados entre homens brancos, homens negros, mulheres brancas e mulheres negras.
Segundo o Ipea, a taxa de desemprego entre mulheres negras é 80% superior àquela encontrada antes do início da recessão de 2015-2016.
Entre homens brancos, a variação no período foi de 4,6 pontos percentuais. Entre negros do sexo masculino, o desemprego cresceu 7 pontos percentuais no mesmo intervalo de tempo. A disparidade ocorre desde antes da queda do PIB em 2015-2016.

Centrais reforçam resistência unitária e farão atos em defesa da Previdência

seg, 05/11/2018 - 11:12
Fonte: Agência Brasil
Sete Centrais Sindicais aprovaram proposta de intensificar a luta em defesa da Seguridade Social e contra os ataques à Previdência, que voltaram à pauta na conjuntura pós-eleitoral. A decisão foi adotada durante reunião quinta (1º), em São Paulo, no Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). 
A deliberação reforça posicionamento unitário anterior, explicitado principalmente na Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora, lançado em junho. O encontro das Centrais, o primeiro após as eleições, foi estimulado por recorrentes declarações de Jair Bolsonaro (PSL) e integrantes de sua equipe, no sentido de que o Congresso Nacional aprove ainda este ano o projeto reformista neoliberal apresentado por Michel Temer. Participaram CUT, Força Sindical, Nova Central, CTB, CSB, Intersindical e CSP-Conlutas. 

O encontro produziu documento sintético, com cinco pontos que orientam a resistência. Dia 12, as Centrais realizarão Seminário sobre Previdência, a fim de indicar os pontos que o movimento considera importante defender ante eventual retomada da reforma. Miguel - A Agência Sindical cobriu a reunião. Miguel Torres, presidente da Força Sindical, chamou atenção para a importância da união das direções e bases sindicais. “Só a unidade vai nos dar forças pra fazer frente a esse e a outros ataques do novo governo, que estão por vir”, afirma. 

Fraudes trabalhistas

qui, 01/11/2018 - 07:00
Conselho Superior da Justiça do Trabalho
Direitos escassos, má remuneração e até acidentes de trabalho. Fraudes trabalhistas violam direitos e podem gerar danos de natureza grave. Segundo o Ministério Público do Trabalho, o Brasil ocupa uma desconfortável posição entre os países que mais possuem processos por fraudes trabalhistas. Só em 2017, um levantamento do órgão apontou mais de 11 mil autuações por fraudes trabalhistas.


Em caso de fraude, CLIQUE denuncie.

Supermercados preveem alta de 10% nas vendas de produtos natalinos

qua, 31/10/2018 - 07:00

Fonte: Ag Brasil
Foto:Rovena Rosa/Agência Brasil
Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) junto a 102 empresas do setor indicam melhora na estimativa de vendas de produtos natalinos em 2018, na comparação com o ano anterior. Os dados do Departamento de Economia da Abras indicam que as vendas desses produtos do devem crescer 10,27% neste ano, ante uma projeção de 8,34%, em 2017. As consultas foram feitas entre 4 de setembro e 5 de outubro.
Na avaliação do presidente da Abras, João Sanzovo Neto, os empresários estão mais otimistas quanto à possibilidade de aumento do consumo nessa época, com base na leve recuperação do emprego e do poder aquisitivo diante de uma inflação mais controlada.
Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) junto a 102 empresas do setor indicam melhora na estimativa de vendas de produtos natalinos em 2018, na comparação com o ano anterior. Os dados do Departamento de Economia da Abras indicam que as vendas desses produtos do devem crescer 10,27% neste ano, ante uma projeção de 8,34%, em 2017. As consultas foram feitas entre 4 de setembro e 5 de outubro. Na avaliação do presidente da Abras, João Sanzovo Neto, os empresários estão mais otimistas quanto à possibilidade de aumento do consumo nessa época, com base na leve recuperação do emprego e do poder aquisitivo diante de uma inflação mais controlada.
Ainda de acordo com as expectativas, as frutas nacionais deverão ter uma saída 11,38% maior do que no Natal do ano anterior e também acima do estimado em relação às frutas secas (9,7%). No segmento de carnes, espera-se alta de 11,91%. Já para pescados, as vendas de peixes frescos devem aumentar 11,25%; de pescado congelado, 9,1%; e do bacalhau 8,85%.

O setor também acredita que, em 2018, a procura por produtos importados deve ter um incremento de 6,92%, ante uma estimativa de 5,83%, no ano passado. Como o dólar em alta, principalmente, no período pré-eleitoral, as projeções indicam preços mais elevados para itens importados. Na média, o consumidor deverá pagar 10% mais por esses produtos.
Fora da lista de alimentos, as previsões mostram alta de 10% nos eletrônicos e de 8,27% nos brinquedos.
De acordo com a sondagem da Abras, houve aumento na proporção de empresários com intenção de contratar empregados temporários nas funções de operador de caixa, repositor, empacotador e entregador. Do total entrevistado, 33% disseram que vão ampliar esses postos de trabalho ante 23%, em 2017. A estimativa é de que sejam abertas entre 11 mil e 14 mil vagas.

Como ficam as esperanças do trabalhador depois das eleições?

ter, 30/10/2018 - 11:24

As eleições vieram e se foram sem grandes novidades. O eleito pelas pesquisas, de fato foi eleito. Agora estamos em compasso de espera para ver o Brasil ser assumido por uma nova direção. Elegemos um novo presidente e esperamos que ele mantenha o princípio democrático em suas atitudes e ações.
As expectativas criadas por Jair Bolsonaro para eleger-se, sem dúvida foram: mais segurança pública, mais emprego, combate à corrupção e ordem, suas principais promessas.
A gestão da economia, um dos itens que mais nos interessa, será um enorme desafio. O país tem hoje uma taxa de desemprego de 12,1%, ou 12,7 milhões de desempregados, mais 14,2 milhões de pessoas que desistiram de procurar emprego. Para dar oportunidade a estas pessoas o país precisa crescer e o presidente não poderá alegar que não entende de economia, como fez durante a campanha presidencial.
E, sempre é bom lembrar que, o presidente eleito votou, como deputado federal, pela aprovação da reforma trabalhista proposta pelo governo Temer e ao longo do tempo defendeu que a reforma seja aprofundada até a informalidade.
Para o novo presidente o aprofundamento da flexibilização das relações entre patrão e empregado teria como benefício a redução do desemprego no país.
Também afirmou que não proporá o retorno da contribuição sindical obrigatória extinta pela reforma trabalhista e comemorou a decisão do SFT que considerou constitucional o fim da obrigatoriedade da contribuição.
As esperanças para o trabalhador não parecem ter saído fortalecidas das urnas.

Brasileiros retomam gastos com Higiene & Beleza

ter, 30/10/2018 - 10:52

Fonte: Guia da Farmácia c/info Nielsen BrasilApesar de já ter enfrentado o pior da recessão, o consumidor da indústria de Higiene & Beleza (H&B) deve manter muitos dos hábitos de quem foi forçado a racionalizar a cesta de compras durante o período de crise econômica, principalmente de 2015 a 2017. Mas ele também aprendeu a priorizar certas categorias em detrimento de outras para manter o equilíbrio do seu orçamento. É o que apresenta o estudo “As novas escolhas do consumidor”, desenvolvido pela Nielsen. 
Uma das estratégias utilizadas pelo consumidor para poupar com produtos do setor de Higiene & Beleza foi ampliar o número de canais visitados para fazer suas compras. Dados da análise apontam que 78% dos lares chegam a visitar mais de dois canais, sendo eles majoritariamente compostos por atacarejos, farmácias e supermercados. “A mixidade nestas indústrias é puxada tanto pelo canal farma-cosmético, no qual o consumidor pode ter uma experiência de compra diferenciada – mais personalizada; quanto pelo atacarejo, que continua em expansão no País pelo custo-benefício’’, afirma a líder da Indústria de Higiene & Beleza (H&B) da Nielsen Brasil, Margareth Utimura. 
Prioridades do consumidor A análise indica que o cenário já é positivo para a maioria das categorias que compõem a cesta de Higiene & Beleza, sendo que 74% delas já registraram crescimento em vendas valor; e 52% em tíquete médio.